Biografia

Segunda mulher a subir ao trono de Portugal, D. Maria da Glória Joana Carlota Leopoldina da Cruz Francisca Xavier de Paula Isidora Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga (Rio de Janeiro, 4.4.1819-Lisboa, 15.11.1853) teve uma existência curta mas muito atribulada. A sua vida ilustra o turbilhão que varreu a Europa e o mundo na primeira metade do século XIX. Nasce no Novo Mundo, filha do herdeiro da coroa portuguesa e 1º imperador do Brasil, D. Pedro (1798-1834) e de uma princesa austríaca, Maria Leopoldina de Habsburgo-Lorena (1797-1826). Passa os primeiros anos da sua existência a absorver o exotismo do Brasil, enformada por uma educação de matriz europeia mas sensível aos desafios da criação da maior nação da América Latina.
Órfã de mãe, rapidamente protagoniza o repto de manter os Bragança no trono do Brasil independente, salvaguardando a coroa portuguesa. O pai acorda o seu consórcio com o tio paterno, o Infante D. Miguel (1802-1866), visando garantir a estabilidade, mas este mesmo acordo ilustra a dificuldade em conciliar as duas facções que disputam os destinos de Portugal.
Priva de perto e constrói uma relação de amizade para a vida com a Princesa Vitória de Kent, futura rainha Vitória (1819-1901).
Chegada a Portugal em 1834, após a vitória dos exércitos liberais comandados por seu pai D. Pedro, conhece as dificuldades de concretização do sonho liberal: as desavenças entre facções marcam um quotidiano de golpes e jogos de bastidores.
Coroada Rainha de Portugal com quinze anos, a morte do pai acelera a necessidade de arranjar noivo conveniente. Após um breve enlace com o Príncipe Augusto de Beauharnais, duque de Leuchtenberg, que morre precocemente (1810-1835), em Abril de 1836 casa com o Príncipe Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha (1816-1885). O casamento resulta em numerosa descendência, principal razão da morte prematura da Rainha, em 1853, quando do 11º parto. O seu corpo jaz no Panteão Real da Dinastia de Bragança, no mosteiro de São Vicente de Fora, em Lisboa.
Protagonista activa e empenhada na construção de um reino renascido, após uma intensa crise social, económica e política, marcada pela guerra civil, pela independência do Brasil, o fim do Antigo Regime e a implantação do regime constitucional, D. Maria II reconstrói a imagem da monarquia portuguesa. Investe na educação exigente e actualizada dos filhos e mantém ligações privilegiadas com as várias cortes europeias. A sua relação com o Império do Brasil revestiu-se de um envolvimento particular, resultado da profunda ligação pessoal.

Cronologia

1807

1807

Embarque do príncipe regente de Portugal, Dom João, e toda família real para o Brasil no cais de Belém, 1815, Dim. fol.: 40x56 cm. ©Biblioteca Nacional de Portugal http://purl.pt/6902
Embarque do príncipe regente de Portugal, Dom João, e toda família real para o Brasil no cais de Belém, 1815, Dim. fol.: 40×56 cm.
©Biblioteca Nacional de Portugal
http://purl.pt/6902

 

Portugal e Brasil

Família real portuguesa parte para o Brasil, fugindo da

invasão francesa comandada pelo General Junot.

Mundo

J.W.Goethe, Fausto

1815

1815

Imagem do Congresso de Viena. Foi uma conferência entre embaixadores das grandes potências europeias que aconteceu na capital austríaca,
entre setembro de 1814 e junho de 1815.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Congresso_de_Viena

 

Portugal e Brasil

Fundação da Biblioteca Pública de Évora

Mundo

Congresso de Viena

António Canova, Três Graças
(escultura)

1816

1816

Retrato de D. João VI nos trajes de sua aclamação, Jean-Baptiste Debret, óleo sobre tela, 1817. ©Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_VI_de_Portugal#/media/File:Jean-Baptiste_Debret_-_Retrato_de_Dom_Jo%C3%A3o_VI_(MNBA).jpg
Retrato de D. João VI nos trajes de sua aclamação, Jean-Baptiste Debret, óleo sobre tela, 1817. ©Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_VI_de_Portugal#/media/File:Jean-Baptiste_Debret_-_Retrato_de_Dom_Jo%C3%A3o_VI_(MNBA).jpg

 

Portugal e Brasil

Brasil transforma-se num Império

D. João VI torna-se rei

Mundo

Independência da Argentina

G. Rossini, O Barbeiro de Sevilha (ópera)

1819

1819

Paço de S. Cristóvão, gravura retocada, PDVV 9310
© Fundação da Casa de Bragança

 

D. Maria II
Nasce a 4 Abril

Mundo

Simão Bolivar torna-se Presidente da recém formada república da Colômbia

Franz Schubert, A Truta
Theodore Géricault, A Jangada da Medusa (pintura)

Eventos

[ecs-list-events]