Dona Maria II no Arquivo Musical do MBCB

Dona Maria II no Arquivo Musical do MBCB

Tem início no próximo dia 26 de Abril a habitual temporada de concertos na Capela do Paço Ducal de Vila Viçosa.

Dedicado a Dona Maria II, este primeiro recital reúne peças que evocam a vida e o ambiente musical da época, com particular ênfase para composições da monarca e do seu pai, D. Pedro IV de Portugal e I Imperador do Brasil.

O concerto terá início pelas 21h00 e a entrada é gratuita.

Rui de Luna-barítono
Pedro Vieira de Almeida- piano
Pedro Santos- acordeão
Marcos Lázaro-violino

“Hino do Minho”- Angelo Frondoni/ Paulo Midori, 1846
Este hino celebra a famosa Maria de Fonte e o seu movimento revolucionário.

Polka “La Belle Colette”- 1838
Obra composta para a Armada Real e executada no Passeio Público de Lisboa.

“Contradança para piano forte”- D. Maria II, 1832 (13 anos)
Oferecida ao seu pai, o rei D. Pedro IV de Portugal e Iº Imperador do Brasil.

“Hino Patriótico”- Marcos Portugal, 1808

“La Speranza o sia l`Augurio Felice” (1808) o hino com que termina esta obra foi até 1826 o Hino Nacional. Esta obra foi dedicada ao príncipe regente D. João VI, avô da rainha D. Maria II e tornou-se uma referência patriótica durante todo o período liberal. Marcos Portugal foi professor de música e piano no palácio de S. Cristóvão no Rio de Janeiro( Brasil), do Rei D. Pedro IV e mais tarde da princesa Maria da Glória, futura rainha D. Maria II.

Romance -“Pauvre Marie”- Mlle Péan de La Roche Jagu, 1835
Dedicado à Real Armada Portuguesa. Assinala a morte do duque de Leuchtenberg e príncipe consorte de Portugal, Augusto Carlos Eugênio Napoleão de Beauharnais, primeiro marido da Rainha D. Maria II.

Grande Valse chantée – “Salut a Lisbonne”- Gaston Anglade/Saint Paul,1845/50
Dedicado aos reis de Portugal D. Maria II e D. Fernando II.

Marcha Fúnebre à Memória de Sua Magestade a Rainha D. Maria II de Portugal – Mlle F. L. Casella, 1853, Lisboa

“Hymno de Dona Maria II Rainha de Portugal”- J. P. Sant-Iago, Setembro de 1828
Também conhecido como o “Hino dos Emigrantes Portugueses”, foi publicado em Plymouth e oferecido a D. Maria II.

Variações sobre a “Marcha Fúnebre da Ópera D. Sebastien” de Gaetano Donizetti – Franz Lizt, 1845
Dedicada à Rainha de Portugal D. Maria II em 1843, por Franz Liszt oferecida, dedicada e apresentada à Rainha no concerto que se realizou no Palácio de Belém a 28 de Janeiro de 1845.

Hino “Da Carta Constitucional”, D. Pedro IV de Portugal, Iº Imperador do Brasil, Maio de 1826.
Dedicado à sua filha Maria da Glória, Rainha D. Maria II de Portugal, homenageando a Carta Constitucional outorgada pelo monarca. Tornou-se o Hino Nacional de Portugal de 1834 a 1910. Arranjo para voz e piano de Marcos Portugal em 1826.

Piano de concerto
John Brinsmead & Sons
Londres, 1877-1880 [nº série 29380]
Oferta de casamento da comunidade britânica aos Príncipes D. Carlos e D. Amélia,
em Maio de 1886.